Translate

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Braga 0 * Benfica 0 (3-2 Penalties)// (T.Liga)

Jogo dificil na pedreira.
O Benfica tentava passar esta eliminatoria para poder estar na final e defender o titulo que já conquistou por 4 vezes.
Foi um jogo muito intenso mas sem grandes oportunidades para as equipas.

Jesus poupou alguns dos habituais titulares e fez alinhar Roderick, Urreta e Alan Kardec.

A equipa da casa correu muito e em conjunto com o Benfica ofereceram um jogo nem sempre bem jogado mas com muita intensidade.
Aos 5 minutos
e na sequência de um contra-ataque, Rodrigo  aparece na esquerda e remata forte mas a bola bate no ferro.
Aos 23 minutos foi a vez do Braga estar perto do golo.

 Custódio a marcar o livre, directamente à baliza, Artur defendeu para a frente a fazer lembrar Moreira e  Mossoró na recarga tenta a sorte, por duas vezes, mas o king do Benfica evitou o pior.

Com  estas duas grandes oportunidades desperdiçadas, as equipas foram para o intervalo com um 0-0.

Na segunda parte mais do mesmo. Alguma intensidade de jogo mas poucas oportunidades.
Aos 48 minutos
Quim nega o golo a Rodrigo! o avançado com um gesto técnico perfeito cabeceia mas Quim defende.
No minuto seguinte
foi a vez do Braga levar perigo á baliza de Artur. Mossoró trabalha bem e tira André Almeida do lance, cruza para a área, Artur novamente mal defende para a frente, a bola bate no joelho de Éder e acaba por sair ao lado do poste.
Aos 57 minutos mais do mesmo! Penaltizinho que ninguem quis ver sobre Rodrigo.
Depois aos 71 e 77 minutos mais dois penalties não marcados a favor do Benfica os dois onde a falta existiu mesmo sobre Gaitan. (ver bem esta imagem roubada ao A Minha chama blog que recomendo!!)




e que tal este?



Espero sinceramente que o autor do site A Minha Chama não fique aborrecido por este meu roubo quase tão descarado como estes penalties! Mas isto realmente merece ser partilhado!!
Até ao fim do jogo nada interessante para assinalar,
o jogo terminou com um 0-0 tendo as equipas que resolverem o encontro na marca da grande penalidade.
Ai o Braga foi mais feliz e eficaz.
No entanto há reparos a fazer!
Quim foi destabilizar os jogadores do Benfica quantas vezes quis sem que o arbitro abrisse a boca.
Saiu dos poste  antes da bola ser batida e para acabar o festival correu em direção ao banco do Benfica mostrando todo o seu ressabiamente (embora lhe dê razão, saiu do Benfica quando não devia ter saido...).
Podemos agora discutir o critério dos jogadores eleitos... mas pouco importa.


O Benfica entrou com poucas ganas de ganhar a quinta taça consecutiva e arrastou o jogo para penalties, perdeu e agora fica com mais tempo no seu calendário para preparar o campeonato, taça de Portugal e U€fa.

No final, relatos da merda do costume e que a policia lá em cima deixa sempre que aconteça!
Sim, isto é com a conivência total das autoridades do norte! Pena que no centro a policia seja tão eficaz...







domingo, 24 de fevereiro de 2013

Benfica 3 Paços de Ferreira 0

O Benfica recebeu a equipa sensação do campeonato.
Este Paços tem dado dores de cabeça a todas as equipas apresentava-se na luz sem qualquer pressão o que levou o seu presidente a soltar isto:
"O Benfica é do nosso Campeonato".

Por outro lado o Benfica, que neste momento não pode desperdiçar pontos, estava obrigado a ganhar para continuar esta corrida a dois com os Porkos corruptos.
Jesus fez alinhar os seguintes:


O Benfica entrou bem e aos 7 minutos de jogo inaugurou o marcador por intermédio de Enzo.


Aos 21 minutos Lima quase faz o segundo da noite mas Cácio conseguiu sacudir.
A primeira resposta do Paços surge aos 31 minutos. Luisinho perde a bola para André Leão, que remata  forte de fora da área. A bola ainda desvia em Garay e acaba por sair muito perto do poste esquerdo da baliza.
Aos 38 minutos o Benfica esteve novamente perto do golo

Excelente passe a rasgar de Ola John, a isolar Cardozo que na área, perante a saída de Cássio, pica a bola sobre o guarda-redes pacense, mas esta acaba por ir ao poste.
O magro 1-0 era o resultado que o Benfica levava para o balneário.
Na segunda parte, tal como na primeira, o Benfica entrou mais dominante e aos 46 minutos
quase chega ao segundo golo. Carlos Martins, assiste Cardozo sobre a direita da área, mas o guarda-redes Cássio evita o golo com uma grande defesa.
Mas no minuto seguinte Cássio não pode fazer nada!
 canto na direita de Carlos Martins, Luisão de cabeça envia a bola ao poste. esta sobra na zona frontal onde estava o suspeito do costume para matar a jogada. Cardozo fez um dos golos mais fáceis da sua carreira
.

Estava feito o 2-0. O jogo era aborrecido mas o Benfica controlou do primeiro ao ultimo minuto e antes do encontro acabar novo golo do Benfica.
Aos 84 minutos assistência de Aimar com golo de Lima.. que o arbitro não viu. Só contou a recarga de Salvio. 


O marcador fechou com 3-0 e uma vitoria tranquila para os da casa.
Num jogo em que fiquei com a ideia de que o Luisinho tem de ir rodar para outra equipa pelo menos uma época para ganhar estaleca.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Benfica 2 Leverkusen 1



Grande expectativa na Luz com o Benfica a receber um adversário que qualquer adepto tem no seu imaginário como um dos mais miticos da nossa história.
Jesus fez alinhar o seguinte onze:


Partida que o Benfica encarou com dois sentimentos.
Desprezo e arrogancia!
Se juntarmos a isto a falta de atitude temos o retrato fiel do que foi a partida nos primeiros 45 minutos em que levamos um banho de futebol dos alemães.
Ainda alguns adeptos do Benfica procuravam a sua cadeira no estádio e já o Benfica estava com o coração nas mãos.
Castro cruza tenso da direita e Kiessling no coração da área aparece a enviar a bola ao ferro. Estava dado o alerta.



O Benfica tentava congelar a bola o máximo possível mas os alemães sempre que a tinham criavam perigo. Aos 37 minutos valeu Artur que após uma jogada de insistência da formação alemã viu Schurrle a rematar-lhe fraco contra as pernas. Nesta altura os adeptos já davam conta da sua insatisfação e pior ficaram quando o mesmo Schurrle dois minutos depois trabalha bem na esquerda e sem oposição remata cruzado e rasteiro ao poste da baliza encarnada.
O jogo foi para intervalo com um resultado bastante injusto para as pretensões alemãs.

Na segunda parte
o B. Leverkusen voltou a entrar melhor no jogo.
Tinha mais posse de bola e mais qualidade de jogo e quase materializa aos 51 minutos de jogo.

Kiessling chegou mesmo a colocar dentro da baliza de Artur no entanto o árbitro invalida o lance por posição irregular.
Aos 60 minutos e sem que não o fizesse prever  Ola John faz um grande golo!
Grande trabalho na esquerda e já na área rematou colocado.




















Os alemães não se davam por vencidos e aos 67 minutos levaram perigo a baliza do Benfica.
Carvajal assiste para o segundo poste onde aparece Rolfes a rematar de primeira para uma enorme defesa de Artur.
Aos 75 minutos chegou o golo alemão.
Num lance de insistência à entrada de área "encarnada" a bola sobra para o avançado alemão Schürrle remata forte, fora do alcance de Artur.

Dois minutos depois ainda os alemães faziam a festa e já Matic os mandava sentar.
Bom golo de cabeça a apanhar o guarda redes do Bayer de Leverkusen em contra pé.



Aos 80 minutos tempo para Sálvio falhar á boca da baliza.
 Lima na área  remata para defesa de Leno. Na recarga Salvio cabeceia contra Castro.

Foi a ultima grande oportunidade do encontro.
Vitoria INJUSTA do Benfica que jogou mal, não teve atitude nenhuma na primeira parte mas que teve a sorte do jogo do seu lado.

Seguimos assim em frente para os 1/8 final onde vamos defrontar o Bordéus.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Benfica1 academica 0

Esperava-se um jogo com grande caudal ofensivo por parte do Benfica uma vez que esta Académica tem feito um campeonato medíocre. Aos 3 minutos já o Benfica dava o primeiro sinal de perigo com Lima a rematar por cima da barra.
Este primeiro lance foi uma cópia fiel daquilo que passou durante os 96 minutos de jogo.
O Benfica foi tendo mais oportunidades nomeadamente aos 6,19,26 e 30 minutos mas em todas elas não foi capaz de inaugurar o marcador.
O fim da primeira parte chegava com o 0-0 enganador.
Adivinhava-se uma segunda parte de alta rotação.
Aos 49 minutos o costume....

Como de costume o jogo prosseguiu sem que nada fosse assinalado.
Aos 49 minutos de jogo nova oportunidade para o Benfica. 
Ola John remata forte ao poste da baliza da Académica (embora o lance tenha sido precedido de falta).
O festival de oportunidades continuou com o Benfica a desperdiçar aos 65,70, 75 e aos 80 com "Melga" a atirar à barra.
Temia-se o pior e a Académica mantinha-se firme na sua defesa de 11 elementos.
até que ao terceiro minuto de descontos o arbitro assinala penalty a favor do Benfica.
Os porcos e os lagartos começaram logo a chorar... eu não comento, deixo só foto:



Chamado a bater o penalty Lima não perdoou e fez o único golo da noite!
O jogo acabou pouco tempo depois com uma suada mas merecida vitória do Benfica.
Não critico o treinador da Académica, é consciente da merda de plantel que tem e tentou fazer o melhor para a equipa dele, que neste caso seria pontuar... mas odeio-o na mesma pelo seu passado Porkista!
Quanto aos que disseram que só de penalty, que foi injusto e outros blá blá blás deixo outra foto:





sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Este Jesus que vos fala

Tipico escutar Benfiquistas a dizer:

"Este Jesus só inventa"
"Este Jesus só mete este e não mete aquele que é melhor"

Muita vezes o homem fica como um treinador que faz as coisas ao acaso e que tem tido sorte nas escolhas que faz.
Neste ultimo jogo na Alemanha muitos foram os que estranharam a não utilização de Carlos Martins (coisa que não tem acontecido nos últimos tempos) apesar de estar recuperado de lesão.

Questionado Jesus foi bastante claro:
«Ele está completamente curado de uma lesão desde há um tempo e se eu quisesse já o tinha convocado. Não o fiz por opção.
Urreta, por exemplo, mostrou nos treinos que merecia uma oportunidade e eu dei-lha», começou por explicar, acrescentando:
«Diz-me como treinas e dir-te-ei como jogas».

B.Leverkusen 0 Benfica 1

Jogo que será para sempre mitico.
Depois de na epoca de 1993/1994 o Benfica ter jogado na Alemanha e ter arrancado um precioso empate a 4 golos esperava-se desta vez um jogo mais tranquilo e de preferencia que o Benfica garantisse uma vitória.
Mas não se pense que foi tarefa facil!
Esta equipa germanica não tinha perdido nem sofrido qualquer golo em casa em jogos da Europa esta temporada, tendo registado duas vitórias e um empate 0-0 na BayArena durante a fase de grupos da Liga Europa.
O jogo começou numa toada muito calma com o Benfica a dar mais posse de bola ao adversário nos minutos iniciais.
Embora fosse fazendo as despesas do jogo, a verdade é que os da casa nunca apresentaram grandes problemas e
o maior perigo para Artur foi aos 20 minutos quando Castro, de pé esquerdo, rematou levando a bola a sair ao lado do poste esquerdo...
Tudo o resto era varrido por Garay e especialmente por Luisão que voltava a Alemanha depois do jogo com o Fortuna.


O jogo era demasiado lento e quase sem pontos de interesse mostrando um Leverkusen incapaz de incomodar e um Benfica agradado com o resultado.

Logo no 1º minuto da 2ª parte erro clamoroso
de André Almeida, que foi lento a tirar a bola, surgindo Kadlec que conseguiu o remate ao lado do poste.
Os alemães pareciam agora mais rapidos e queriam decidir mais do que o empate.
Aos 60 estiveram
muito perto do golo na sequência de um canto.  Artur tirou autenticamente o pão da boca de Kadlec.
Um minuto depois
BayArena vem abaixo!
Contra ataque do Benfica com a bola a ser endoçada para o coração da area, Cardozo recebe, tira um defesa com uma simulação e com o guarda redes já praticamente em cima da bola, pica a mesma e esta só parou no fundo das redes. MUITA CLASSE!


Festejou-se como na luz! Os milhares que ali estavam fizeram, uma vez mais, os jogadores sentirem-se em Lisboa.
Seguiram-se 20 minutos dificeis em que a equipa da casa pressionava muito e o Benfica tinha dificuldades em sair com perigo, no entanto o Leverkusen também não mostrava nem arte nem engenho para empatar.
Aos 82 minutos
Ola Jonh esteve pertissimo do segundo golo mas o guardião do Leverkusen antecipou-se e não permitiu.
Aos 90+3 quando já todos davam por garantida a vitória

Melgarejo salva em cima da linha de golo! Sidnei Sam, executa um chapéu a Artur, que só não deu em golo porque Melgarejo estava no sítio certo...




Vitória do Benfica que também podia ter sido empate numa noite em que o melhor em campo foram claramente os milhares de benfiquistas que ali se deslocaram!
Impressionante como o Benfica consegue mover milhares de pessoas por toda a europa!!


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Nacional 2 - Benfica 2

Mais um jogo em que o Benfica entrou a dormir.
Num jogo tradicionalmente difícil, o Benfica estava apático e viu no minuto 3 e 4 o Nacional desperdiçar oportunidades.

Nem os sustos nem os gritos de Jesus chegaram para acordar o Benfica e a equipa da casa aproveitou para inaugurar o marcador por intermédio de Diego Barcellos num lance muito rápido em que a defesa ficou de braço no ar a pedir um fora de jogo.
Em hora boa chegou este golo uma vez que permitiu ao Benfica entrar no jogo e começar a ser mais atrevido. O Benfica começou a ganhar mais lances no meio campo e começava a ser mais perigoso e dez minutos após ter sofrido o golo de Diego o Benfica chegava á igualdade.
Cruzamento de Luisinho e quando Mexer tenta evitar que a bola chegue a Lima e acaba por desviar para a própria baliza. Estava feito o 1-1, o Benfica estava de volta ao jogo e tinha agora a oportunidade de dar a volta ao texto num campo tradicionalmente complicado... só para o Benfica.


No minuto seguinte a reviravolta podia ter sido consumada por intermédio de Lima.
Enzo Pérez cruzou para o avançado brasileiro que tira Gottardi da frente e envia ao ferro.
Matic ainda tentou a recarga sem exito.

O Benfica estava agora com o controlo do jogo sem no entanto conseguir incomodar o guardião da casa.
Aos 36 minutos
golo de Urreta (a surpresa da noite)!
Na sequência de um livre directo, Urreta meteu a bola na gaveta da baliza de Gottardi.
Um grande golo para ver aqui.
Estava feito o resultado final dos primeiros 45 minutos.
Na segunda parte Jesus fez entrar Gaitan para o lugar o apagado Rodrigo.
Foi pelos pés do argentino que o Benfica cria a primeira oportunidade da segunda parte,

Gaitán penetra na zona central e desmarca o Urreta no lado esquerdo do ataque, este pica a bola por cima de Gottardi, mas a bola acabou por sair pela linha de fundo.
 No minuto seguinte
o Benfica cria novamente perigo,Sálvio faz um passe atrasado para Enzo Pérez, mas o argentino atira longe do alvo.
O Benfica tinha entrado com outra atitude e adivinhava-se o terceiro golo.
Nada mais errado.
Aos 50 minutos chegou o empate
Cruzamento rasteiro de Candeias, Keita falha o remate na zona central mas Mateus, que estava nas suas costas, não. O angolano atirou a baliza e Artur que ainda estava a dormir desde a primeira parte deixou a bola passar naquilo a que se pode chamar um frango.
O Benfica ia tentanto mas ou por falta de talento ou por serem travados em falta, os jogadores encarnados não eram capazes de sair do colete de forças.
Que o diga Sálvio que foi puxado uma e outra vez...


Depois do golo dos da casa foi ver o Benfica a tomar as rédeas da partida e a esbanjar oportunidades:
Garay aos 55 e 93min , Luisão aos71 minutos, Cardozo aos 74m e 80m, Lima (78m), Salvio (87m), desconhecido aos 88 atinge Pedro Proença com uma garrafa nos cornos, arremessada das bancadas (conta como oportunidade?) e Kardec no ultimo suspiro aos 94m...
O Benfica trabalhou e teve oportunidades suficientes para ganhar o jogo!
Não o fez por manifesta falta de sorte ou por desinspiração.
 Depois foi tempo para Proença entrar em acção. Já que não podia derrotar o Benfica (porque o adversário não ajudava) lembrou-se que podia condicionar.
Foi o que fez no
 lance de cardozo e depois com Matic.



O Cardozo não devia ter feito o que fez sabendo que o adversário pode tirar proveito (como fez) e que o arbitro se chama Proença.
Como ainda assim fez o fez... Só tem de aguentar.
Quanto a Matic, foi uma autentica palhaçada!


O Nacional colocou esta foto que supostamente incrimina o Matic.
Boa foto!
No entanto ao ver o vídeo percebe-se bem o que aconteceu...
Este Candeias tem boa escola
Resultado final o Benfica empata e o merdas sai com a policia.



No entanto que fique bem claro:
O Benfica, na minha opinião, não empatou por culpa do Proença!
Por muito que não tenha apitado o penalti sobre Gaitan, o Benfica dispôs de oportunidades mais do que suficientes para ganhar a partida...




P.s- Adoro o Cajuda.


P.s 1 - Também adoro o adepto que fez isto...
Que garrafada tão boa!


Keep Calm


domingo, 3 de fevereiro de 2013

Benfica 3 - V. Setubal 0

Um jogo onde se esperava um vitoria relativamente fácil acabou por terminar numa noite de tédio.
O Benfica entrou assim

Artur, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Luisinho, André Gomes, Enzo Pérez, Salvio, Ola John, Rodrigo e Lima.
As coisas pareciam bem encaminhadas.
O jogo começou com sinal mais para a equipa do Benfica e aos 3 minutos  Kieszek com uma boa defesa evita o primeiro da noite após livre cobrado por Rodrigo.
Aos 5 minutos nada pode fazer.
Enzo Pérez rematou forte, em arco,para o fundo da baliza do Vitória de Setúbal. Um grande golo com dedicatória ao Mago da luz!

Estava feito o primeiro da noite e esperava-se mais. Muito mais.

Mas nada aconteceu, o Benfica desligou e foi desaparecendo do jogo.
O adversário não oferecia grande resistência e o Benfica ia arrastando o jogo até ao final da 1ª parte.
A segunda parte começou como a primeira.
Lima após assistência de  Luisão não desperdiçou e fez o 2-0.

Sem encantar o Benfica acabou mesmo por marcar o 3-0 por intermédio de Rodrigo.
Lima desmarcou Rodrigo que só teve de encostar para o 3-0.
Um golo fácil que é já o sexto golo na liga portuguesa.
















Até ao final da partida um par de oportunidades para cada equipa mas sem concretizar.

Foi talvez o jogo onde o Benfica não conseguiu encantar como sempre mas onde o principal objectivo nunca esteve em causa, a vitória!

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Ainda temos equipa!

O Matic e o Garay já estavam no Man Utd.
Mas depois não foram.
Antes uma troca com o Sporting em que davamos o Nolito e o Kardec e eles o Insua... Deu em nada.
O Aimar limpou o cacifo 4 vezes para ir para as Arábias.
Ficou.
No final de tudo vendemos o Bruno César que não estava a render nada!
O Nolito que queria jogar mais foi emprestado por muitissimo dinheiro e sem direito a compra.
Recuperamos o Urreta e Roderick (com quem renovamos também), assinamos com o Rui Fonte por 5 anos e meio e conseguimos o médio Diogo Rosado  por empréstimo do Blackburn Rovers até ao final da temporada.
Ao cair do pano o defesa esquerdo Bryan Garcia por seis meses. Futebolista brasileiro tem 20 anos e chega do América Mineiro e atenção:

É DO BENFICA DESDE PEQUENINO!


Do outro lado chovem ovos...


Ps- O Artur? Já está no Barcelona?