Translate

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

L.C Benfica 1 Olympiakos 1


Depois de todo o plantel ter sido poupado para a taça de Portugal, esperava-se um Benfica fresco e com vontade de ganhar.

Foi, realmente, o que vimos nos primeiros 5 minutos. 
Depois vimos como jogava o Olympiakos.
Os jogadores numa ATITUDE MISERÁVEL arrastavam-se em campo esperando que o golo lhes caísse do céu.
Os gregos chegaram ao golo aos 29 minutos e temeu-se o pior.
Gregos e estádio da luz são coisas que simplesmente não combinam bem.
O Benfica sentia muitas dificuldades em conseguir construir situações de perigo pois o meio-campo dos visitantes era invariavelmente superior.
Ao intervalo o resultado no marcador era justo. Os visitantes venciam por 0-1 e o relvado começava a dar mostras de estar impraticável.
Não só o relógio estaria contra o Benfica, também o relvado não estava para grande futebol.
Acabaria mesmo por ser o relvado a salvar o Benfica do 0-2 aos 58 minutos quando Fuster viu a bola ficar presa no relvado quando se dirigia à baliza do já batido Artur
Mesmo sem jogar futebol (uma vez que era mais
Kick and rush que outra coisa) notava-se que o Benfica estava a lutar e a correr mais. Os gregos foram-se encostando lá atrás até que aos 83 minutos o Benfica chegou ao empate.
Roberto, no seu estilo inconfundível, saiu dos postes para fazer coisa nenhuma e lá estava Cardozo, MAIS UMA VEZ, a salvar o Benfica.

O jogo acabaria num empate a um golo.
Empate injusto uma vez que a unica equipa que jogou futebol (enquanto o relvado o permitiu) foi a equipa visitante. Isto por culpa de uma atitude nojenta de alguns jogadores como Ola J e Gaitan.

Ps: continuo a pensar que era uma boa altura para o presidente ir ao balneário e EXIGIR mais a alguns jogadores como por exemplos aos dois que referi acima.
A displicência que apresentam a cada jogo é exasperante! 
Percebo que alguns possam ter razão de queixa do treinador, mas as coisas não se fazem assim!
Primeiro está o clube, primeiro está o grupo, primeiro estão os sócios e só depois o jogador!
É isto que o presidente devia deixar claro o quanto antes...