Translate

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Os Borregos

Uma noticia que considero importante.
Desde que J.Jesus chegou ao Benfica (2009), o Benfica tem vindo a consolidar o seu espaço na europa do futebol.
O culminar foi o ano passado com a ida a final da liga europa, no entanto o Benfica desde que tem Jesus no comando tem vindo a matar alguns borregos, tal como consta na pagina do Rascord.

"Jorge Jesus alcançou em Bruxelas mais um registo histórico. Até anteontem, o Benfica não conseguira derrotar fora o Anderlecht. Este foi, até ao momento, o único borrego que o treinador conseguiu matar esta temporada, a nível da UEFA.

O percurso que o técnico tem vindo a trilhar contempla outras marcas importantes nas provas europeias. Em 2012/13, o Benfica derrotou pela primeira vez o Bayer Leverkusen, estreando-se ainda a vencer fora o Bordéus. Em 2011/12, ao derrotar fora o Basileia, o clube da Luz saiu pela primeira vez da Suíça com os três pontos. Em 2010/11, o emblema da águia vergou pela primeira vez o Estugarda, conseguindo fazê-lo em casa e fora. Nessa eliminatória, o Benfica estreou-se também a ganhar na Alemanha. Em 2009/10, a equipa encarnada bateu pela primeira vez o Hertha Berlim, estreando-se ainda ganhar em Marselha."

Bem sei que isto não dá títulos mas ajuda a perceber o trabalho que tem sido desenvolvido no Benfica.
Um trabalho que está longe dos terríveis tempos em que íamos a Vigo para levar 7...
Também como curiosidade deixo esta nota.
Em 2009/2010, data da entrada de Jesus, o Benfica ocupava um modesto 22º lugar no ranking da Uefa.
Hoje ocupamos o 6º.

O suino falou...























A pergunta é: Com ou sem ajudas?









quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Anderlecht 2 - Benfica 3 (L.C)

Jogo a contar para a 5ª jornada da liga dos campeões (grupo C).
A equipa do Benfica deslocou-se até ao estádio Constant Vanden Stock para defrontar o Anderlecht que é a pior equipa deste grupo.
Jesus regressou ao banco benfiquista e fez alinhar:





O Benfica entrou bem na partida. Parecia esclarecido e ocupava com relativa facilidade o meio campo belga. Mas este aparente controlo da partida durou pouco. Aos 17 minutos na primeira vez que a equipa da casa conseguiu rematar à baliza, Artur estava atento e cedeu canto. Na sequencia desse canto o guardião já nada pode fazer. Embora a bola tenha sido sacudida da área benfiquista numa primeira ocasião, NSakala logrou colocar a bola na área do Benfica uma vez mais e o central Mbemba  ganha a Luisão (com alguma sorte) para desviar de Artur. Estava feito o 1-0 a favor do Anderlecht.
Apesar do ressalto e da felicidade que o jogador Mbemba teve fica também a ideia de que Luisão podia ter feito mais.
























Com este golo o jogo mudou radicalmente
e a equipa do Benfica jamais voltou a ter a tranquilidade inicial. O jogo era agora mais dividido e a equipa da casa acreditava que podia vencer o encontro.
Na equipa do Benfica despontavam, uma vez mais, Enzo, Matic e Nico. Estes eram os motores do Benfica e através deles a equipa de Jesus ia fazendo o seu jogo.
Aos 34 minutos livre a favor do Benfica cobrado por Enzo com conta, peso e medida para o centro da área, onde surgiu Matic a desviar de cabeça para o fundo da baliza. Estava feito o empate e estava também fechado o marcador para os primeiros 45 minutos.

A segunda parte começou como terminou a primeira. Dividida.
 Embora quase sempre mal jogado, o encontro estava dividido com ambas as equipas a cometerem erros primários e a perderem bolas em zonas proibidas.
Aos 52 minutos
correria de Gaitan, passe fantástico de Enzo, novamente para Gaitan que já dentro da área tem um pormenor delicioso e ao tentar colocar a bola ao segundo poste para Lima, vê a bola ser interceptada pelo defesa Mbemba que assim traiu o seu guarda redes.
Estava feita a reviravolta no marcador.
 O Benfica liderava agora por 1-2.










 












Em vantagem o Benfica voltou a não fazer o que lhe competia: trocar a bola! obrigar o adversário a correr atrás do prejuizo. Ao invés, o Benfica dava agora a iniciativa de jogo aos da casa e tentava explorar o contra ataque e o espaço nas costas da equipa Belga.
Goste-se ou não, o que é facto é que esta táctica estava a resultar. A equipa da casa mostrava-se incapaz de incomodar Artur.
Minuto 72. Este foi o momento que o universo benfiquista começou a insultar Jesus.
Momento que em que o treinador do Benfica retira de campo Gaitan para colocar

Sulejmani. Ninguém entendeu... ninguém que não esteja informado!
Se toda a gente que diz gostar do Benfica fosse mais conhecedora de tudo o que envolve o Benfica saberia certamente que o jogador estava em risco de não jogar contra o PSG.



Ora, o treinador estando em vantagem pensa: Estamos a ganhar, falta pouco para terminar o jogo e tenho aqui uma hipótese de poupar um pouco o jogador e assegurar-me que não vê nenhum amarelo para assim defrontar o PSG (perante este cenário, jogo que pode ser fundamental).
Um pensamento, simples, lógico e coerente de quem quer o melhor para o Benfica.
Mas de momento o que interessa é criticar o nosso treinador seja qual for o assunto...


Decisão inteligente e acertada! No entanto Jesus não contou com a infantilidade da defesa do Benfica (uma vez mais)!
 Mas
ao minuto 77
Massimo Bruno aproveita a distração de André Almeida e Garay para bater Artur. Os da casa chegam ao empate com mais um golo caído do céu.
Aqui sim! Discordei do treinador!
Era aqui que Jesus teria de lançar Rodrigo. Com pouco mais de 10 minutos para jogar (mais descontos) Jesus tinha de lançar Rodrigo. Era óbvio! Um jogador rápido como o Rodrigo podia fazer estragos neste jogo. O jogo estava partido, com as duas equipas a atacar e contra atacar. Era óbvio que tanto Sulejmani (já em campo) como Rodrigo podiam desequilibrar. Porém a substituição só viria a acontecer 10 minutos depois. Foi ao minuto 87 que Rodrigo entrou em campo para o lugar de Enzo.
Mais uma vaga de insultos...


Já em cima do minuto 90, Jackpot!

Contra-ataque de Sulejmani, que isola Rodrigo* para uma cavalgada impressionante que só terminou com a bola dentro da baliza do Anderlecht.Espero que seja o renascer de Rodrigo!



Vitória muito dificil contra a pior equipa deste grupo.
Deste e de muitos outros no passado!

O Anderlecht terminou em último lugar nas seis últimas vezes que participou na fase de grupos da Champions...


Ps*- No fim, quando as substituições resultaram, Jesus voltou a ser o maior...

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Benfica 1 - Braga 0

O Benfica recebeu no seu estádio um adversário que sempre coloca dificuldades.
Com Jesus nas bancadas a cumprir castigo, o Benfica entrou com os seguintes:

















Ainda os jogaadores do Benfica tentavam entrar no ritmo da partida e já Eder rematava com violencia obrigando Artur a desviar a bola para a barra.
Soaram os alarmes e o Benfica pegou no jogo.
Pegou de forma consentida! Este Braga, tantas e tantas vezes apregoado de grande, foi à luz defender com 10 e limitava-se a jogar em contra ataque.
O Benfica tinha posse de bola no entanto nunca conseguiu incomodar Eduardo.
O nulo manteve-se até ao intervalo.
Tal como na primeira parte, foi o Braga quem entrou melhor na partida  e aos 47 minutos quase marca o primeiro da partida após grande remate de Rafa que só parou na barra.
Seria um golo de bandeira.
Mais um susto que não abalou a equipa.
O Benfica era uma equipa mais pressionante e causava muitas dificuldades á equipa visitante.
Ao minuto 72 uma pequena obra de arte de Matic.
Rouba a bola, leva até a area e finaliza com classe.































Um golo para ver aqui.
Nos ultimos 15 minutos o Braga ainda tentou chegar ao empate subindo as suas linhas mas não teve argumentos.
Um jogo mal jogado, onde o resultado poderia ter sido outro se os ferros não tivessem devolvido duas bolas aos bracarenses. O Braga, com a excepção destes dois lances, apresentou muito pouco para quem aspira a ser um grande em Portugal.
O Benfica fez dos piores jogos nesta época no entanto conseguiu algo importante: os três pontos!
Nem sempre se pode jogar bonito!
Quantas e quantas vezes "outros" jogam mal, são ajudados, ganham e são campeões? pensem nisso...
Jogamos mal, ganhamos e ganhamos limpo.
Em relação a arbitragem: dois foras de jogo mal assinalados (um a favor e outro contra) e um penalty por marcar a favor do Benfica:


Abraço bom de Ruben M. que o arbitro não quis ver... E o rascord também não, dai colocarem este fotograma da parte final do lance. Que ridiculos!

O Benfica ganhou e beneficiou do empate da equipa corrupta encurtando assim distancias (ficando a apenas um ponto).
O campeonato está (re)lançado.



terça-feira, 12 de novembro de 2013

O Sporting foi roubado

Mas será que foram mesmo?!

O tio Bruno diz que sim!
Aparentemente o Sporting foi à Luz e, mais uma vez, perdeu por causa do arbitro...

Felizmente a blogosfera benfiquista está cada vez  mais atenta ao trabalho que não é feito pela comunicação social desportiva. O trabalho de blogs tem sido importantíssimo ultimamente, caso disso é este post que se realizou com fotos do  palavra ao poste ,influencia arbitral e jornal Record.

Comecemos então pelo o primeiro que me levantou duvidas.
Aos 36 minutos no inicio da jogada de Capel há muitas duvidas quanto ao posicionamento de Montero.
Sim, a linha diz que o pé esquerdo está em linha.
O problema é que essa linha tem como ponto de orientação outro jogador do Scp...
Mais concretamente por baixo das pernas! No entanto a linha devia estar no pé do André Almeida.
FANTÁSTICO TRABALHO DA SPORT TV!
Ou seja, se deslocássemos a linha em direcção ao ultimo jogador do Benfica como ficaria Montero?
Em fora de jogo!
Por pouco, mas estava! Mais ou menos como no lance do Cardozo.
Fez bem o arbitro em mandar seguir (porque é milimétrico) MAS está! Porque o pé do Montero vale tanto como o a metade do Cardozo que está em fora de jogo. É a lei!
Então quer dizer que o empate nasce de um fora de jogo?!


Aos 45 minutos, Cardozo marca golo beneficiando da posição  de fora de jogo... milimétrico.
A lei diz que em caso de duvida deverá beneficiar o ataque.
Apesar de estar em fora de jogo, o fiscal de linha fez bem em não assinalar.



Aos 49 minutos o arbitro não tem duvidas e assinala fora de jogo.
Mal. Como vemos Silvio está em jogo! Mais, a bola ficava à mercê do pé esquerdo de Cardozo.
Creio que não é preciso escrever muito mais...



Aos 53 minutos uma simples falta atacante é transformada em choradeira e em roubo lesa-pátria!
Isto é falta atacante em qualquer parte do mundo, Montero entra de sola.
Chama-se jogo perigoso e é punido com livre indirecto segundo a lei!

Um pontapé-livre indireto será igualmente concedido
à equipa adversária
quando, no entender do árbitro, um jogador:
• jogar de uma maneira perigosa
• impedir a progressão de um adversário
• impedir o guarda-redes de soltar a bola das mãos
• cometer qualquer outra infração não mencionada anteriormente na Lei12, pela qual o jogo seja interrompido para advertir ou expulsar um
jogador


O melhor de tudo isto é ver como depois Montero se queixa das pernas.
A foto onde o pé do Luisão aparece levantado é a foto que a comunicação social (Record) decidiu utilizar para dizer que é penalty.
A pergunta é:
Porque não utilizar uma que mostre o inicio do lance?
Não, isso já seria fazer um trabalho isento e de momento, não interessa.

Aos 97 minutos Luisão cabeceia no chão e, embora fraca, a bola acaba mesmo por passar por baixo das pernas de Patricio. O guardião tentou fazer de Vitor Baia e ficou parado a apontar para a bola em cima da linha... No Porto essas coisas funcionam, no Sporting ainda não.
Não há duvidas a bola entrou mesmo.





Aos 108 minutos do prolongamento, mão na bola dentro da area benfiquista.
Não há duvidas, penalty por assinalar a favor do Sporting.
Aqui o Sporting tem razão.




Aos 116 minutos, cai por terra a teoria da conspiração sportinguista!
Mão clara (embora a qualidade da imagem não ajude) dentro da area do Sporting.
Até os comentadores da sportv (essa estação tão amiga e imparcial) se renderam e fizeram o seguinte comentário:
"A bola sobe da coxa e toca no braço" (ver aqui apesar de estar cortado consegue ouvir-se o inicio da frase)
Ora se toca no braço, é penalty!



Por ultimo temos este vídeo.
Não consigo precisar exactamente este lance na partida, mas diria que é na primeira parte do prolongamento (o que nos situa entre o minuto 91 e 96 altura que Enzo Perez é substituido)
Nesta imagem temos 2 penaltys... era só escolher!

Perante tudo isto a pergunta é:
Foram assim tão roubados?
Cada um que tire as suas conclusões!

Ps- Querem mesmo falar em Roubalheira??

Benfica 4 Sporting 3 (A.P.)

Trigésimo quarto dérbi da Taça de Portugal, nos anteriores embates (33) a vitória sorriu mais vezes aos leões com 17 vitórias, contra 14 do Benfica ( e 2 empates).
O Benfica vinha de uma derrota na Grécia embora tivesse deixado boas indicações.
Jesus fez alinhar:


O Benfica entrou muito bem na partida dominando o Sporting por completo.
O meio campo do Benfica ia ganhando sucesivamente o duelo e a naturalidade com que o Benfica chegava a area de Rui Patricio era tão grande que adivinhava-se golo a qulquer altura.
Surgiu aos 11 minutos. Livre direto, descaído para o lado direito, Tacuara remata rasteiro (aproveitanto o salto colectivo da barreira) colocando a bola dentro da baliza do Sporting.


O Benfica não parou e apenas 4 minutos depois Rui Patrício evita o segundo após bomba  de Oscar Cardozo.
O primeiro remate do Scp surgiu aos 19 minutos e sem qualquer perigo para a baliza de Artur, no entanto na segunda vez que o Sporting chegou a area de Artur o golo sportinguista chegou. Aos 36 minutos da partida Capel facturou após cruzamento de Wilson Eduardo para o segundo poste.
(Este lance levantou duvidas que iremos analisar noutro post)

Ainda os adeptos do Sporting faziam a festa e 5 minutos depois Cardozo fazia miséria outra vez.
Bom cruzamento de Gaitan na esquerda, e remate de cabeça do paraguaio, a aparecer sem marcação no segundo poste...


Excelente maneira de responder ao golo sofrido.


Apenas 4 minutos depois o Benfica chegava ao 3-1 uma vez mais por Cardozo.
Cruzamento rasteiro de Ruben Amorim para a entrada da área, e bomba de Cardozo, de pé esquerdo, de primeira, sem hipóteses para Patricio.
Hat-trick para o paraguaio do Benfica.


(Este lance levantou duvidas que iremos analisar noutro post)
O intervalo chegou e o marcador não deixava duvidas. Ganhava a equipa que mais e melhor jogava.
Aos 53 minutos da segunda parte
queda de Montero na area benfiquista.
O jogador leonino apresentou queixas nas pernas, embora ninguém lhe tenha tocado nessa zona...
(Este lance levantou duvidas, nos sportinguistas, que iremos analisar noutro post)
Nesta altura a equipa do Benfica começava a perder o seu fulgor e os visitantes apertavam mais na sua pressão. Aos 62 minutos novo golo dos leões após um canto, por intermédio de Maurício que conseguiu cabecear no meio de dois jogadores benfiquistas.
O Benfica perdia neste momento a luta do meio campo mas ainda assim o Benfica chegava com alguma facilidade à baliza contraria e aos 82 minutos quase festeja outro golo, no entanto a barra impediu que o cabeceamento de
Markovic entrasse na baliza de Patricio.
Apenas 1 minuto depois nova oportunidade para o Benfica.

Cardozo recebeu na área após cruzamento na esquerda de Gaitan, amorteceu com o peito e rematou de primeira. São Patricio salvou outra vez.

O Benfica parecia estar ligeiramente melhor nesta fase final no entanto
o Sporting não estava acabao.
O argelino Slimani, isolado a passe de Mané, apenas com Artur pela frente, remata ao poste.


No entanto o empate acabaria mesmo por chegar aos 90+1e outra vez de bola parada.Slimani, de cabeça faz o golo após livre lateral cobrado por Adrien.
Estava feito o 3-3 e a partida ia agora para prolongamento.
Soaram todos os alarmes na Luz, o fulgor físico que o Benfica apresentou nos primeiros 60 minutos foram caindo com o decorrer da partida (muito por culpa do jogo para a Champions League) e temia-se qua a  juventude dos jogadores leoninos representasse maior capacidade e frescura fisica.
No entanto o Benfica surpreendeu e reapareceu no prolongamento com muita confiança.

Aos 97 minutos golo
de Luisão onde Rui Patrício é mal batido.
O capitão do Benfica cabeceia no chão (pois tinha acabado de sofrer um penalty) e a bola, embora fraca acaba por baixo das pernas de Patricio que timidamente ainda esboçou um protesto ao mostrar que a bola estava em cima da linha.. A bola entrou mesmo e o 4-3 estava feito.
Aos 101 minutos grande remate de Ivan Cavaleiro para defesa apertada de Patricio.
O Benfica estava melhor e num dos esporadicos ataques do Sporting os jogadores ficam a pedir penalty por André Almeida colocar o braço na bola. Penalty que ficou por assinalar.
(Este lance não levantou duvidas no entanto colocar noutro post com todos os outros casos).
Já na segunda parte do prolongamento o Sporting quase chega ao empate. J
ogada de Montero, que foge à marcação, Slimani a cabecear ao lado do poste direito. Artur estava batido.
No minuto seguinte Ivan Cavaleiro tem uma oportunidade de ouro para fazer golo, no entanto Patricio faz uma enormissima defesa e evita novo golo.




Aos 113 novo ataque de Ivan Cavaleiro e Rojo, como já não estava para grandes correrias, varreu-o.
Segundo amarelo e duche mais cedo.
Aos 117 no ataque do Benfica e desta vez são os encarnados que ficam a reclamar uma possivel mão do defesa do Sporting dentro da area.

(Este lance levantou duvidas que iremos analisar noutro post).O ultimo lance da partida pertenceu ao Sporting com Montero, em boa posição do lado direito, a rematar cruzado e rasteiro para defesa fácil de Artur.
Vitória merecida daquela que foi durante o encontro a melhor equipa, a equipa que criou mais oportunidades, que jogou melhor, que liderou sempre a marcha do marcador e que no final, por desconcentrações e desacertos na defesa podia ter ficado pelo caminho.
O Benfica necessita de saber gerir melhor estas vantagens. Não é concebível que a ganhar 3-1 tenha de correr tanto como o adversário e acabe com um 3-3 ao minuto 90+1.
Ainda assim os primeiros 60 minutos foram muito bons e afinal o Benfica não necessita de jogar com 2 pontas de lança para jogar bem (como muitos querem) 

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

A estátua


Ontem, subitamente, os porcos ficaram nervosos!
Após a comunicação social ter dado noticia que em Lisboa se ia homenagear, com uma estátua, o fundador do Benfica, Cosme Damião, os porcos ficaram de tal forma nervosos que vomitaram mais um comunicado cheio de demagogia. A lagartada, sempre a reboque dos corruptos, também já se manisfestou contra tal coisa (muitos deles sem saberem que em Lisboa já existe um busto de Stromp.)
Alegam que estamos em crise blá blá blá
As coisas devem ser analisadas com coerência!!

"Ciclo do Orçamento Participativo (de Lisboa):
O Orçamento Participativo (OP) processa-se através de um ciclo com vários momentos ao longo do ano sendo que a participação se inicia com a apresentação de propostas no site http://www.cm-lisboa.pt/op. Em seguida os serviços municipais analisam as propostas quanto à sua viabilidade técnica, orçamentam-nas e adaptam-nas a projectos concretos. Segue-se a fase de votação nos projectos.
As propostas mais votadas, até ao montante de 2,5 milhões de euros, são integradas no orçamento municipal para o ano seguinte. Os órgãos competentes – Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Lisboa – aprovam o orçamento municipal e plano anual de actividades. Por fim, avalia-se o processo participativo e inicia-se a preparação de um novo ciclo."


Todos os anos é assim!
A câmara municipal "reserva" uma verba e espera por projectos.
Os mais votados, até ao montante da verba disponível, são executados.
Não entremos em demagogias baratas!!!
Eu também acho uma anormalidade gastar dinheiro em estátuas nos tempos em que vivemos(são duas, uma para Cosme e outra para D. Nuno Álvares Pereira), mas não é isso que está aqui em causa!
Todas as câmaras municipais tem algo parecido e todas aplicam o dinheiro onde lhes apetece.
A camara de Lisboa é, porventura, a mais transparente e coloca em votação. E essa votação indica que a estatua de Damião é a 7ª mais votada e como o seu preço lhe permite a entrada em projectos realizáveis, ganha o direito de ser concretizada.
Feita a explicação, voltemos aos porcos.
Os porcos estão revoltados porque Lisboa vai ter uma estátua de Cosme Damião, fundador do Sport Lisboa e Benfica.
Eu compreendo, eles gostavam de fazer o mesmo, mas não podem!
Não podem porque mais de metade dos seus adeptos nem sabe em que ano foi fundado o clube quanto mais quem foi o seu fundador. Se temos por aqui algum frustrado do Porto, deixo este maravilhoso link que vos pode ajudar!
Mas o mais brilhante no meio de tudo isto nem é o complexo de inferioridade desta gentalha da bimbolândia!
Os bimbos usufruem de um centro de estagio OFERECIDO pela camara de Gaia que custou 16.000.000.00 € (dezasseis milhões de euros).
Centro esse que os porcos usam desde 2002 altura em que conseguiram assegurar o direito de uso dos terrenos por 50 anos pagando uma renda mensal de 500 €. Sim, 500 míseros euros!!
Aqui já não foram tão rápidos a escrever um comunicado!
Dizem os porcos que aqui não se trata de clubes...
Claro que se trata! trata-se do Benfica, o clube sem o qual eles não podiam viver!
Nada melhor que lançar um comunicado para destilar um pouco mais de ódio e atirar um pouco mais de areia para os olhos dos bimbos cordeiros que obedecem ao querido líder! Certamente que assim se consegue desviar as atenções da magnifica campanha que os corruptos estão a realizar na champions (a tal edição que vinham ganhar à Luz!)

No meio de tudo isto o silencio INEXPLICÁVEL da direcção do SPORT LISBOA E BENFICA!
É normal!
SEMPRE que atacam o Benfica raramente há uma defesa digna!
Excepto se for para falar no numero de sócios!
Nesse caso, sim! A direcção do Benfica vira fera e apresenta números.
Neste caso concreto em que interessa defender o nome do clube e do seu fundador a única coisa que temos é um silencio vergonhoso.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Olympiakos 1 Benfica 0 L.C

Depois a exibição pobre da primeira mão, o Benfica tinha de ir a Atenas para ganhar e esperar um milagre no outro jogo.
Para isso Jesus fez alinhar:
















Num estádio sempre de ambiente hostil o Benfica até entrou bem no jogo e podia mesmo ter chegado ao golo aos 5 e 8 minutos por intermédio de Cardozo e Markovic, porém Roberto, em noite inspirada. negou o golo.
Aos 15 minutos golo do
Olympiakos por intermédio de Manolas.
A tarefa ficou mais complicada e o Benfica acusou o golo. Só aos 26 minutos o Benfica voltaria a incomodar a baliza do espanhol por intermédio de Luisão quando este
cabeceou rente à barra.
Aos 41 minutos derradeira oportunidade da primeira parte.
Canto para o Benfica com a bola a ficar à mercê de Matic que, na cara de Roberto, tentou e falhou o remate de calcanhar. Defesa fácil de Roberto.
Já na segunda parte nova oportunidade para o Benfica. 
Acrobático de Markovic, na área, para uma grande defesa do espanhol.
Aos 53 minutos
Sílvio entra na área e atira rasteiro para mais uma excelente defesa de Roberto.
Apenas cinco minutos depois
lance vistoso de Enzo Pérez na área do Olympiacos. Ganhou espaço e rematou de pé esquerdo para nova defesa de Roberto.
O Benfica pressionava, jogava e convencia. Faltava apenas o golo que pelo domínio avassalador podia aparecer a qualquer momento. No entanto Roberto não permitiu.
A dez minutos do fim
Djuricic remata para mais uma vez Roberto salvar o Olympiakos.
O jogo acabaria com 1-0 no marcador e um herói inesperado: Roberto.
Não sou simpatizante de estatísticas no entanto embora o Benfica tenha perdido 3 pontos e muito dinheiro, deixou numeros algo interessantes:
62% posse de bola e 9 remates à baliza. Em condições normais, nove remates à baliza tem de ser sinonimo de golos mas uma noite inspiradíssima de Roberto assim não o permitiu.
Uma lástima que de uma equipa como o Olympiakos o Benfica apenas tenha conseguido 1 ponto.
Jogar bem e perder ou jogar mal e ganhar?
Fica o dilema.
Vida bastante complicada para o Benfica na Champions.



Ps. Alguém pode ensinar estes jogadores a tirar uma fotografia de equipa em condições???


Ps- No mesmo local onde o Benfica foi envergonhado, o Anderlecht foi buscar um ponto...