Translate

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Preludio


Antes de avançar para novo post gostaria de deixar umas notas soltas.

Como devem ter reparado a grande parte da pré época passou sem que este blog desse grandes sinais de vida.
Não quer dizer que me tenha desligado da vida do clube.
Muito pelo contrario!
Estive bastante atento e acompanhei com bastante atenção todos os movimentos.
O Benfica tal como acontece todos os anos foi obrigado a vender.
Infelizmente este ano a conjuntura não foi amiga e uma serie de factores (onde entram conjunturas financeiras/vontades de empresários, jogadores e presidente) ditaram a saída de jogadores importantíssimos da época anterior.

*Na recta final do campeonato o Benfica vendeu André Gomes e Rodrigo.
Rodrigo é, neste momento, um bom jogador e marca golos.
Não tantos como podia/devia, mas marca. Um pouco macio para o meu gosto mas fez uma grande época no Benfica. O valor da sua venda (30 milhões) parece-me um bom negocio.
André Gomes poderá vir a ser um jogador acima da média?
Pode, mas é uma incógnita! Vender um jogador da equipa B que nunca se impôs na equipa principal por 15 milhões de euros parece-me um bom negocio.

*Garay informou que saia ou agora ou mais tarde grátis...
Fizemos o negocio possível, mas a julgar pela azia do Butragueño e pelo facto ter oferecido em bandeja de ouro o Casimiro ao clube corrupto, é óbvio que sabem de algo sobre este negocio que a maioria não sabe...algo que só beneficiou o Benfica. Um dia saberemos.
Depois Markovic e oblak.

*Markovic veio para o Benfica com a imposição de sair em caso de proposta financeiramente aliciante (para o fundo e para o atleta). Apareceu o Liverpool a pagar mais e levou.

*Quanto a Oblak o assunto caiu pior nas hostes Benfiquistas.
Tal como o ano passado, o jogador fez birra e não se apresentou.
Mal aconselhado pelo Atlético, o atleta forçou a saída e os "colchoneros" pensavam que vinham comprar toalhas a saldo mas a coisa saiu mal.
Ainda não percebi se o Benfica vendeu pela clausula ou não! Sei que Oblak é o guarda redes mais caro de sempre da liga espanhola e agora não pode jogar devido a uma lesão.

*Por ultimo o GRANDE Cardozo.
Odiado por quase todos, aquele que foi o nosso abono de família durante muitas épocas...
Não era um jogador vistoso, mas dentro da área era letal.
Ficam os números...


Outros saíram, mas por não terem um papel preponderante na equipa não foram falados. Kardec (São Paulo), Derlis (Basileia), Mitrovic (Frieburgo), Funes Mori (Eskisehirspor), Djuricic (Mainz).


                                                     Uma Morte Anunciada!

Perante uma sangria destas, os jornaleiros apressaram-se a anunciar a morte do Benfica.
Para ajudar todos os junta letras, o Benfica realizou uma pre-temporada mediocre (fruto das muitas entradas e testes tipicos desta altura da temporada).
O Benfica reprovou em quase todos os testes que fez:


Benfica-Estoril 1-0

Benfica-Sporting 0-1
Benfica-Marselha 1-2
Benfica-Ajax (Eusébio Cup) 0-1
Benfica-Sion 2-0
Benfica-Ath. Bilbao 0-2
Arsenal-Benfica (Emirates Cup) 5-1
Valencia-Benfica (Emirates Cup) 1-3.



Apenas duas vitorias em 8 encontros.
Estas derrotas fizeram as delicias da comunicação social!
Ninguém se preocupou em comparar adversários. É que defrontar um Estoril ou um Sporting (com praticamente a mesma equipa do ano passado) ou o Arsenal (que ontem varreu o Manchester City) não é o mesmo que defrontar o Gijón ou o Valadares.
Ninguém se preocupou em ver quem estava em campo e quem faltava!
Resumindo, ninguém se preocupou com nada!
Ontem o Benfica já com Jardel, Luisão e Enzo, com o apoio de Amorim, Maxi e Salvio, venceu uma Supertaça.

Resultado?

Teve mais cobertura as derrotas de Pre-epoca do que o primeiro trofeu oficial da epoca futebolistica em Portugal.
É o que temos.


O FUTURO


Apesar da alegria de ontem o caminho é longo.
Depois de tantas saidas o mercado ainda não está fechado e a saída de Enzo e Gaitan é uma possibilidade!
Se o Benfica conseguir manter estes jogadores o caminho será mais fácil e a integração dos novos jogadores será mais rapida e eficaz.
Se por outro lado o presidente vender estes jogadores, o caminho será mais dificl e a integração dos novos jogadores será mais complicada.
De uma maneira ou de outra só há um caminho:

Trabalhar muito!
Nesse capitulo tenho total confiança no nosso treinador.