Translate

domingo, 5 de outubro de 2014

Benfica 4 - Arouca 0 (7ª Jornada da Liga Nos)

Vindo de um desaire europeu, esperava-se uma melhoria substancial a todos os niveis.
Para o efeito Jesus alinhou com:



O Benfica entrou bem na partida e tinha mais bola e estava mais tempo perto da baliza do Arouca.
Logo aos 8 minutos Maxi cai à entrada da área (fica a duvida se dentro ou fora, duvida essa que o nosso canal não se preocupou em tirar) com o árbitro a  assinalar falta contra o Benfica, já que o Maxi agarrou a bola no chão.



Parece ser fora, mas ainda assim fica por mostrar o cartão amarelo a Nelsinho...
Aos 10 minutos, Lisandro que parecia algo nervoso pela estreia, faz um corte defeituoso e permite o roubo de bola que deu origem a um lance muito perigoso que foi defendido por Artur.
Este lance parece ter afectado o Benfica de alguma maneira e surpreendentemente víamos um Arouca á procura do golo.
Aos 24 minutos
Ivan foge pela direita, entra na área e remata. Apesar de desviada por  Luisão, Artur mostrou estar atento e defendeu.

Um bom período do Arouca perante um Benfica adormecido.

Uma sonolência que podia ter custado caro aos 25 minutos.
Bola centrada para a área do Benfica e Maxi aborda mal o lance cometendo penálti que o arbitro não assinalou.



Parece o Jefreson, mas não, é mesmo Maxi.
Mal o arbitro.

O Benfica tentava dar um ar da sua graça, mas na verdade era sempre o Arouca a equipa mais atrevida.
Aos 39 minutos
Artur aparece nas costas de Lisandro e fica só com Artur pela frente, afortunadamente desequilibrou-se e acabou desarmado por Eliseu antes de poder fazer golo.


Gaitan ainda tentou marcar golo de canto directo mas
Goicoechea  estava atento.
Entretanto e para complicar ainda mais a situação, Lima sentiu molestias e teve que ser substiuido por Jonas.

Aos 45 minutos cartão amarelo para Nelsinho. Ora imitando as considerações do jornal Record (em relação a Samaris) e entrando
num plano de futurologia, este devia ser o segundo para o jogador do Arouca. Que imbecis...

Hugo Ferreira deu por terminada a primeira parte e o tínhamos um inesperado nulo no marcador. Ao contrario do que foi dito e escrito, o Arouca jogou melhor, jogou acima de todas as expectativas, obrigou a Artur a algumas defesas de dificuldade média e não mais que isso...

Para a segunda parte Jesus retirou um apagado Gaitan para colocar em campo Ola John.
O inicio do segundo tempo trouxe um Benfica diferente, com outra vontade. Embora tivesse mais bola, fosse mais pressionante, a verdade é que o Benfica era um pouco previsível.

Aos 63 minutos leva cartão amarelo por mais uma entrada dura e apenas 2 minutos mais tarde corta um lance com a mão....

http://aminhachama.blogspot.co.uk/
(Imagem roubada aqui)

Expulsão perdoada ao capitão...
Onde é que eu já vi isto... FOI AQUI!!!
Que diz o jornal Record sobre isto?
Nada..
No entanto insistem em passar a ideia de que Samaris teria de ser expulso por acumulação de amarelos ao minutos 75..
Critérios.

Aos 68 minutos, após lançamento longo de Sálvio, Lisandro cabeceia com violência e vê o poste devolver a bola para uma recarga de Jonas defendida pelo guardião do Arouca.
O golo teria de ser obtido ou de longe ou através do desequilibro de alguma individualidade.
Talisca disse presente e desequilibrou!

Arrancada pelo meio, tabela preciosa com Derley e remate colocado de pé direito.
O flop do Benfica 2014/2015 abria o marcador.




Derrubada a muralha do Arouca, o Benfica jogava mais solto, com menos pressão e o Arouca tinha muitas dificuldades em parar o Benfica.
Passados apenas 5 minutos do primeiro golo, foi agora a vez de Derley fazer o 2-0.
Salvio entra na área pelo lado direito e faz um passe de morte para o centro onde aparece Derley para empurrar à boca da baliza.



Com apenas 10 minutos para jogar, a vitória já não ia fugir ao Benfica mas ao contrario daquilo que tinha acontecido na Amoreira, o Benfica não tirou o pé do acelerador e continuou a correr e a buscar outro golo que surgiu ao minuto 83.

Ola John vai à linha de fundo e cruza para Salvio cabecear para o fundo da baliza.



O Benfica estava demolidor! Nem parecia o mesmo da primeira parte!
Antes de cair o pano, houve ainda tempo para o estreante Jonas inscrever o seu nome na lista de marcadores!
Uma vez mais cruzamento de Ola John e Jonas no coração da área fez o 4-0.



João Vieira Pinto?
Não, Jonas! Teve uma boa estreia e deixou muita àgua na boca!
Tem muita, mas mesmo muita classe.
O jogo terminaria pouco depois com uma vitória expressiva do Benfica por 4-0.
Apesar de uma primeira parte com mais destaque para o Arouca, o Benfica provou na segunda não só que é mais forte, como também não precisa de expulsões para ganhar os encontros...