Translate

domingo, 30 de novembro de 2014

Académica 0 - Benfica 2 (11ª Jornada da Liga Nos)

Depois de uma derrota em solo russo era importante voltar as vitórias para a competição caseira.
O adversário era o ideal! Pelo menos assim o diziam as estatisticas:
O Benfica já venceu por 46 vezes no recinto dos estudantes contra oito vitórias apenas da Briosa e 16 empates.


Estavam portanto reunidos todos os ingredientes para que o Benfica regressasse às vitórias.
Para este jogo Jesus alinhou com:
Júlio César; Maxi Pereira, Jardel, Luisão e André Almeida; Samaris; Salvio, Enzo e Gaitán; Talisca e Jonas.


O jogo começou bem para os homens de Jesus e logo aos 8 minutos o Benfica chegou á vantagem!
Passe de Enzo Pérez para as costas da defesa da Académica.
Gaitán tem uma recepção fantástica, com um toque com a coxa esquerda ultrapassa o guardião Lee e, de pé esquerdo, atira para a baliza. Estava feito o primeiro.




O Benfica parecia querer mais e asfixiava a equipa da briosa por completo não deixando os estudantes replicarem.
No entanto na hora de concretizar, o Benfica mostrava-se algo perdulário.
Aos 22 minutos e após jogada rápida de Gaitan, Jonas cabeceou como mandam as regras no entanto viu a bola ser devolvida pela barra.

À passagem da meia hora o jogo conheceu uma toada mais calma, no entanto a equipa do Benfica mantinha o controlo total do jogo.

Quando já todos esperavam pelo apito do arbitro para o intervalo o Benfica chegou ao 0-2.
Livre batido na esquerda e Luisão, após uma saida sem qualquer nexo do guardião da casa, coloca a bola no fundo da baliza. No entanto este golo devia ter sido invalidado por fora de jogo. Um lance em que o Benfica foi beneficiado.



O Benfica foi para o intervalo com uma vantagem de 0-2 e com uma exibição bastante convincente.
No segundo tempo o Benfica entrou num ritmo mais baixo mas no entanto não permitia grandes veleidades aos estudantes.
É preciso avançar até ao minuto 77 para encontrar uma clara ocasião de golo.
Mais uma jogada de Gaitan que serve Derlei.
O brasileiro no coração da área rematou fraco e à figura do guarda redes da casa.

Aos 90 minutos nova perdida de Derley.
O brasileiro com a bola à entrada da área, não foi suficientemente rápido para rematar sem ser pressionado, permitindo assim a intervenção de Oualembo.

Antes do final do encontro, um lance de Marinho que não passou despercebido ao arbitro.
Já com cartão amarelo, o jogador português decide entrar assim ao tornozelo de Samaris...



Justa a expulsão e justa a vitória do Benfica que é a primeira equipa a vencer no campo da Briosa.




Resumo:



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Zenit 1 - Benfica 0 (UEFA Champions League 2014/2015 - Jornada 5)

Jogo decisivo na Russia!
Só uma vitória interessava aos homens de J.Jesus que para tal alinhou com:
Júlio César; Maxi, Luisão, Jardel, e André Almeida; Salvio, Enzo Pérez Samaris e Gaitán; Talisca e Lima.

Como seria de esperar a equipa da casa entrou muito forte e os primeiros 20 minutos foram catastroficos com o Benfica a não conseguir impor o seu futebol, limitando-se a ver Julio Cesar a adiar sucessivamente o golo dos russos.


Aos poucos os russos abrandaram o ritmo inicial e permitiram ao Benfica respirar um pouco conseguindo assim afastar o perigo da sua baliza. Nesse período os homens da frente começaram a entrar mais em jogo...

Foi preciso esperar pelo minuto 38 para ver o Benfica a ter a sua primeira oportunidade clara de golo.
Abertura de Gaitan para Salvio que na cara do guarda-redes permitiu a intervenção.
O jogo chegava a intervalo com um nulo no marcador.
Na segunda parte e de forma surpreendente o Benfica entrou melhor na partida!
Mandão, o Benfica ia controlando as operações e criava perigo para a baliza dos russos.
 
O primeiro lance foi aos 50 minutos com a bola a passar por toda a área do Zenit, paralela à linha sem que estivesse ninguém para fazer a emenda.

Aos 63 minutos a primeira resposta do Zenit: Danny em velocidade tenta servir Hulk, valendo o corte providencial de André Almeida.

O Benfica jogava melhor que os da casa e aparecia muitas vezes na zona de finalização mas não concretizava e aos 79 aconteceu futebol.
Hulk coloca na área e Danny fura entre Samaris e Luisão e remata para o fundo das redes de Júlio César.

Os 11 minutos restantes foram insuficientes para o Benfica esboçar uma reacção digna desse nome.
Com esta derrota o Benfica não só é eliminado da Liga dos Campeões como fica de fora da Liga Europa. Um ano para esquecer no que toca à europa.

O grupo era equilibrado mas o Benfica como finalista da Liga Europa devia ter mostrado mais. Uma coisa é certa: A sangria que o plantel recebeu no inicio desta época não deve ser esquecida na hora de ver os pratos da balança!
Se por um lado é verdade que no campeonato a prestação tem sido boa, por outra não convém esquecer que o grau de exigência na europa é muito maior.

Um sucesso na tesouraria, uma catástrofe na europa.

 




Resumo:




sábado, 22 de novembro de 2014

Benfica 4 - Moreirense 1 (16 avos de final da Taça de Portugal)

Recepção do campeão nacional e detentor do troféu á equipa de Moreira de Conegos.
Como já era de esperar, um jogo com muitas mexidas na equipa com Jesus a alinhar com:



O jogo não podia ter começado melhor para o Benfica.

Passe em profundidade de Luisão a lançar Salvio.
O argentino entra na área e  deixa em Jonas que fez o golo na passada, batendo assim Marafona.
Estava feito o primeiro da partida.
O velho flop que vinha para uma reforma dourada, voltou a fazer das suas e aos 7 minutos coloca pela segunda vez a bola dentro da baliza de Marafona... com muita classe!


Gaitán combina com Derley, o brasileiro devolve de calcanhar para o argentino servir Jonas. O avançado brasileiro já na área, tira um defesa da frente e completou o seu bis.
O Benfica chegava assim a uma vantagem confortável ainda antes dos 10 minutos.


O Benfica abrandou o seu ritmo e concedia mais posse de bola ao Moreirense convidando os fortasteiros a subir as suas linhas defensivas. No entanto a baliza do Benfica nunca perigou e foi mesmo o Benfica aos 22 minutos a marcar o terceiro golo do encontro.

Arrancada de Salvio que primeiro combinou com Derley para ganhar a linha e depois com Jonas que lhe devolveu a bola para o terceiro da noite.



Apenas quatro minutos depois o Moreirense consegue reduzir por intermédio de
Cardozo após bola parada.
O Benfica não se deixou intimidar e voltou a assumir o controlo total do encontro disponde de algumas oportunidades antes do intervalo, nomeadamente aos 35 após

Jogada de laboratório e aos 36 quando Salvio na zona centra (após combinação com Enzo) remata fora da área, com a bola a sair por cima.

O intervalo chegou com um 3-1 no marcador e com um dominio absoluto do Benfica.
Para o segundo tempo Jesus fez descansar Gaitan para o compromisso europeu e colocou Ola John.

O jogo começou com um pequeno susto uma vez que Arsénio esteve á beira do golo, valendo no entanto Julio César que fez uma grande defesa.
Na resposta, aos 49 minutos foi a vez de Salvio testar Marafona que disse presente enegou mais um golo ao Benfica.  

No entanto aos 57 Marafona foi incapaz de de impedir Salvio de ser feliz.                 
O argentino teve mais uma combinação perfeita com Derley e obteve o seu segundo golo da noite, elevando o resultado para 4-1, resultado com que terminou o encontro.
Vitória tranquila do Benfica que lhe dá passaporte para a proxima fase da Taça de Portugal na vespera de mais uma jornada europeia, numa dificil deslocação à Russia.










                      Resumo aqui:



segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O DESESPERO

Amigos meus fizeram-se chegar este video atraves do Facebook.

Um vídeo que é a suposta prova cabal de que o Benfica este ano estava a ser escandalosamente beneficiado pelas arbitragens!
Alguns amigos com mentes mais influenciáveis fizeram questão de partilhar comigo essa obra de arte!

Fiquei intrigado e preocupado!
Mas depois percebi que não havia motivo para alarme...
Tratava-se apenas de um vídeo curto mas carregado de humor!
Uma curta metragem que tenta provar a razão pela qual o Sporting está em 8º lugar e os corruptos em 3º.


LANCE NÚMERO 1
Boavista-Benfica (0-1)


O vídeo começa começa com um Boavista-Benfica e o lance seleccionado é um pseudo golo mal anulado.
Existe UMA IRREGULARIDADE EVIDENTE!
Lucas saiu de uma posição de fora de jogo (infração) para ir disputar uma bola com Jardel (onde até fica a dúvida se comete falta ou não).
Portanto lance BEM ANULADO por fora de jogo com interferência no lance !



LANCE NÚMERO 2
Setubal-Benfica (0-5)

Temos um fora de jogo mal assinalado aos 19 minutos e um suposto penalti aos 78 minutos.
Quanto ao fora de jogo as únicas referências que tenho são uma foto e o tal vídeo
Queria perguntar: onde no vídeo é que eu posso ver o fora de jogo?!
Deste ângulo ângulo não consigo...





Fui então consultar os jornais e o melhor que tenho é a primeira imagem (em cima) que mostra um pé do defesa do Benfica a colocar o jogador do Setúbal em jogo.
No entanto há algo que me deixa dúvidas...
No momento em que é colocada a linha de fora de jogo a bola já partiu!!!!!!
 Eu gostava de ver uma foto, vídeo ou gif onde pudesse ver o momento exacto do passe..... Portanto ficam muitas dúvidas.. Ou não?!
Eu tenho! Por isso se alguém puder enviar uma foto, gif ou vídeo melhor, agradecia.

Depois aos 78 minutos um penalti ESCANDALOSO por assinalar a favor do Setúbal. Samaris toca no pé de Zequinha!
Foi tão escandaloso, mas tão escandaloso, que a avaliação de 3 árbitros num jornal (O JOGO!!) foi a seguinte:


Eu tive o mesmo problema que o árbitro do meio (Pedro Henriques)...
Ficou portanto, SEM QUALQUER TIPO DE DÚVIDA, uma grande penalidade aos 78 minutos por assinalar.
Uma pena que o árbitro tenha impedido o (hipotético) primeiro golo de uma remontada histórica! Digo histórica pois convém não esquecer que este jogo foi dominado de forma avassaladora pelo Benfica que começou a vencer aos 9 minutos e aos 75 vencia por 0-5.

De certo que foi o árbitro que construiu este domínio tão grande e este resultado tão gordo.
Mais importante: ficou um pênalti por assinalar!


LANCE NÚMERO 3
Benfica-Moreirense (3-1)

Nem quero acreditar que colocaram este lance!
Será que não conseguem ver que quando Lima ultrapassa o defesa leva um toque??
Não sei se propositado ou não, mas leva um toque!



Penalti bem assinalado.
Mas quem fez o vídeo esqueceu-se de alguns lances..
Tipo este:



E já que o Tio do Sporting gosta de falar em foras de jogo, que dizer deste lance anulado?



Claramente beneficiados contra o Moreirense...

LANCE NÚMERO 4
Estoril-Benfica (0-1)

Só para dizer que o Benfica sofreu o golo do empate numa jogada que começou assim:




LANCE NÚMERO 5
Benfica 4 -Arouca 0

Mais um jogo em que o Benfica foi levado ao colo...
Nesta falta no limite da grande área, logo aos 8 minutos que dava livre directo e amarelo para Nelsinho, o árbitro já com a intenção de ajudar, marcou falta contra o Benfica.




Aos 25 há um penálti para o Arouca não assinalado (Como se pode ver no vídeo) e para equilibrar a coisa...
Aos 63 minutos Amaro leva cartão amarelo (por mais uma das muitas entradas duras) e apenas 2 minutos mais tarde corta um lance com a mão...



















Aliás, em duas épocas consecutivas este Amaro é um fenómeno!!! (lembram-se?)
Não sei como consegue acabar os jogos contra o Benfica!
Neste jogo fez tantas faltas para ser expulso, que depois do árbitro ter deixado passar isto, P.Emanuel tirou-o. Sintomático.
Um penálti não assinalado, uma expulsão perdoada e um livre perigoso aos 8 minutos transformado em falta atacante.
Claramente levados ao colos!

LANCE NÚMERO 6
Braga 2 - Benfica 1

No vídeo vemos um defesa do Benfica a derrubar um jogador do Braga dentro da área. Mas o senhor realizador deste vídeo é tão honesto que se esqueceu de colocar a jogada desde o seu início.
Uma pena, uma vez que a jogada começa com um fora de jogo!!!
Para todos aqueles que pensam que o Benfica foi beneficiado no jogo contra o Braga que veja esta lista de gifs ou que leia apenas o resumo do jogo aqui.


Aos 8 minutos Aderlan arranca a cabeça ao talisca!
(Vermelho?!)

Amarelo ridículo a Samris
(http://3.bp.blogspot.com/-GL9YB-9FA6I/VE5Tcrzl8zI/AAAAAAAAPcw/QQEMId8ljHM/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B8.gif)

Danilo para a rua com 0-1
(http://1.bp.blogspot.com/-KRf06A3KCfo/VE5T4JKAkxI/AAAAAAAAPc4/F2x8FGrPHJs/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B7.gif)

Entrada dura ao joelho de Eliseu por parte de Danilo aos 35 minutos
(http://2.bp.blogspot.com/-YYsRdu3zHKU/VE5UTN9-9aI/AAAAAAAAPdI/2daW3zJeamw/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B2.gif)

Expulsão de gr aos 49 minutos
(http://3.bp.blogspot.com/-fBq5ehK_Ga4/VE5UrXhSFwI/AAAAAAAAPdQ/6SAHVxojvlY/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B3.gif)


Ruben micael com Jonas aos 63 e 78 minutos
(http://3.bp.blogspot.com/-o0MDj1-zAZA/VE5Uu1kam7I/AAAAAAAAPdg/Y5ddRJIdNOU/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B9.gif)

Aos 85 minutos penalti sobre Gaitan
(http://2.bp.blogspot.com/-MK4SAGppcVA/VE5Vk3ZqqnI/AAAAAAAAPdw/ymhdRyBqNUQ/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B1.gif)


Aos 86 minutos penalty sobre Eliseu
(http://4.bp.blogspot.com/-g_VeSb9Xi4o/VE5UsX6kweI/AAAAAAAAPdU/kipauITZhkk/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B5.gif)

Mão aos 87 minutos?!
(http://1.bp.blogspot.com/-JI9FAuWLZ80/VE5VRioiVHI/AAAAAAAAPdo/-Q3z0Bk0k6M/s1600/2014%2B2015%2B8ªJ%2BBraga%2B4.gif)

Parece-me bastante óbvio que se existe uma equipa prejudicada não é o Braga!

LANCE NÚMERO 7
Nacional 1- Benfica 2

Um fora de jogo (ou pé em riste) ao minuto 70 mal assinalado ao jogador do Nacional.
Um roubo!
No entanto dizem as más línguas que na primeira parte o fiscal de linha deixou passar 2 foras de jogo (não foram assinalados) e que podiam ter levado perigo á baliza do Benfica... Mas isso já não interessa! Tal como não interessou aquele fora de jogo no Moreirense (ver lance numero 4).
O que interessa é que o Nacional foi roubado num fora de jogo!


LANCE NÚMERO 8
Benfica-Rio Ave



O que reclamam aqui?
Não está fora de jogo??
Dei-me ao trabalho de colocar sem linhas, pois isto é tão claro, que nem merece discussão!
ESTÁ FORA DE JOGO!
Eles dizem:  "ah mas o fiscal de linha está mal posicionado..."
E depois??
Eu já vi o Benfica perder campeonatos e uma taça de Portugal devido ao bom posicionamento do fiscal de linha que deixou passar foras de jogo escandalosos, sem ir mais longe isto foi contra o Estoril (ver video) , Porto e Guimarães)
Felizmente tenho memoria.. e blog!

PORTANTO, BEM ASSINALADO.
Mas uma vez quem fez este vídeo não o fez bem...
Então e este lance?? Mão dentro da área?!



Conclusão:
Temos um penálti perdoado aos 78 minutos perante um Setúbal quando já perdia por 0-5.
(Ou seja, a influência directa que tem no resultado é que em vez de 0-5 poderia ficar 1-5.  (Benfica levado ao colo).

Temos um penálti não assinalado a favor do Arouca. Assim como uma expulsão de Amaro...
(Benfica levado ao colo)

No jogo com o Estoril sofremos um golo em que o jogador ajeita a bola com a mão.
(Benfica levado ao colo)

Depois  temos a batalha campal de Braga em que através de todos aqueles links fica mais do que provado que se houve alguém prejudicado foi o Benfica.
(Benfica levado ao colo)

Temos um fora de jogo roubado ao Nacional!
O QUÊ???
Vou escrever à fifa para repetir o jogo.

Temos um fora de jogo bem assinalado ao Rio Ave e um pênalti que o árbitro se esqueceu de marcar a favor do Benfica por mão.
(Benfica levado ao colo)


É por isto que está o Benfica em 1º?
Ou é por isto que estão em ou ?

domingo, 9 de novembro de 2014

Nacional 1 - Benfica 2 (10ª Jornada da Liga Nos)


Deslocação ao sempre difícil estádio da Madeira para defrontar o Nacional.
Para este encontro Jesus escalou o seguinte onze inicial:



O jogo não podia ter começado pior para o Benfica.
Edgar Abreu, na sua estreia, recebe a bola à entrada da área e atira colocado para golo!
Estava feito o primeiro golo do encontro.

O Benfica reagiu muito bem ao golo e apenas 6 minutos mais tarde iguala a partida.
Jonas lança Gaitán na esquerda, que cruza para Salvio de cabeça atirar à figura de Rui Silva. No entanto o guarda-redes defende a bola para dentro da baliza...


O Nacional ainda assustou aos 9 minutos mas o golo foi anulado por clarissimo fora de jogo.

O Benfica ia crescendo e cada vez mais impunha o seu jogo até que o golo acabou por chegar aos 19 minutos por intermédio de Jonas.
Após a cobrança de um canto para o Benfica, a bola fica no meio da área, Luisão e Ghazal disputam a bola que acaba por sobrar para Jonas. O brasileiro disparou de imediato e fez o golo. Surgiram de imediato duvidas mas pela linha da pequena area podemos perceber que Marçal coloca Jonas em jogo.


Nada a dizer.
O Benfica dava a volta ao marcador e vencia agora por 1-2.

O jogo estava repartido e o Nacional conseguia aparecer muitas vezes em zonas proibidas mas sem nunca ter conseguido concretizar.
Por outro lado o Benfica dispôs de mais flagrante ocasião de golo por Sálvio.
Jonas abre em Lima que cruza ao segundo poste.
Salvio sozinho, tinha tudo para cabecear para golo, mas atira ao lado.


Foi a ultima grande ocasião na primeira parte.
O Benfica ia para o intervalo a vencer pela vantagem mínima.

A segunda parte foi um pouco mais monótona com o Benfica a controlar o jogo e um Nacional sem ideias para contraria.
Temos de avançar até ao minuto 70 para ter um pouco de acção.

Foi precisamente nesse minuto que se dá o caso do jogo.

Marco Matias isola-se e rapidamente entra na área do Benfica.
Entretanto o arbitro pára o jogo.
Fica a duvida se para marcar fora de jogo ou pé em riste. Seja qual for a razão está errada.




depois do apito Matias coloca a bola dentro da baliza do Benfica.
Ou seja,
quando remata já o jogo está parado. Júlio César nem se fez ao lance!
Foi portanto um fora de jogo (ou pé em riste) mal assinalado e não golo anulado (como muitos querem fazer crer)

Foi sem duvida uma má decisão mas lances destes acontecem com alguma frequência contra o Benfica.
Até final o Nacional foi mais pressionante mas sem nunca ter verdadeiramente criado perigo para as redes de Júlio César.
O jogo terminou com um 1-2 no marcador numa boa vitória do Benfica num campo sempre difícil.

Seguimos lideres.


terça-feira, 4 de novembro de 2014

Benfica 1 - Monaco 0 (UEFA Champions League 2014/2015 4ª jornada)

Depois de ter conquistado o primeiro ponto para a liga dos campeões precisamente diante o Mónaco,  o Benfica voltava a defrontar a formação monegasca desta vez em Lisboa.
Para este encontro, fundamental para as aspirações do Benfica nesta competição, Jesus alinhou com:



Ainda as equipas procuravam encaixar já tinhamos esta primeira situação:



Kondgobia comete falta sobre Derley, com a perna e o braço, derrubando-o.
Um penalti que fica por assinalar logo aos 8 minutos...
Sempre levados ao colo.

Assistimos a uma primeira parte muito equilibrada e monótona sem qualquer ponto de interesse onde ambas as equipas tiveram uma oportunidade para golo.

Primeiro o Mónaco aos 22 minutos quando Fabinho cruzou para a zona de finalização onde estava Traoré. Valeu Júlio César.

Ao minuto 44 foi a vez do Benfica desaproveitar.
Lance bem trabalho por
Enzo Perez a isolar Gaitán, mas o argentino demorou muito a rematar e quando o fez permitiu a intervenção de Raggi.

Pouco depois o arbitro deu por concluída a primeira parte e o 0-0 era o resultado no marcador.

Na segunda parte tudo igual, equipas muito equilibradas e sem entrar em loucuras. Tudo muito calculista e previsível embora com ligeiro ascendente do Mónaco.

Só avançando para os ultimos 25 minutos é que tivemos oportunidade de ver alguns lances de verdadeiro perigo por parte do Benfica que montava cerco à baliza da Subasic.

Ao minuto 74 lance o arbitro pára o jogo beneficiando assim claramente o infrator...



O Benfica estava mais forte nesta ponta final do encontro e aos 76 minutos deixava outro aviso à equipa de Leonardo Jardim.

Livre apontado por Talisca, com jardel a colocar a bola para Lima cabecear contra Ricardo Carvalho.

Aos 82 minutos o que todos desejavam:

Canto de Gaitán, Derley toca de cabeça e desvia a bola para o segundo poste, onde aparece Talisca (o flop...) que na passada empurra a bola para dentro da baliza.



Pouco tempo depois um lance que podia ter alterado o resultado final.



Martial faz falta sobre Jardel (não assinalada) e este já não chão acaba por tocar a bola com a mão. Se por um lado a falta foi obvia, por outro o penalti também.
Ficou um penalti por assinalar (assim como já tinha ficado um na primeira parte a favor do Benfica).
Não estamos habituados a isto (nem queremos)! Normalmente é ao contrario...

Até final do jogo o Benfica limitou-se a controlar as operações e arrecadou os 3 pontos.
O Benfica mantém assim vivas as suas aspirações neste grupo.