Translate

domingo, 30 de novembro de 2014

Académica 0 - Benfica 2 (11ª Jornada da Liga Nos)

Depois de uma derrota em solo russo era importante voltar as vitórias para a competição caseira.
O adversário era o ideal! Pelo menos assim o diziam as estatisticas:
O Benfica já venceu por 46 vezes no recinto dos estudantes contra oito vitórias apenas da Briosa e 16 empates.


Estavam portanto reunidos todos os ingredientes para que o Benfica regressasse às vitórias.
Para este jogo Jesus alinhou com:
Júlio César; Maxi Pereira, Jardel, Luisão e André Almeida; Samaris; Salvio, Enzo e Gaitán; Talisca e Jonas.


O jogo começou bem para os homens de Jesus e logo aos 8 minutos o Benfica chegou á vantagem!
Passe de Enzo Pérez para as costas da defesa da Académica.
Gaitán tem uma recepção fantástica, com um toque com a coxa esquerda ultrapassa o guardião Lee e, de pé esquerdo, atira para a baliza. Estava feito o primeiro.




O Benfica parecia querer mais e asfixiava a equipa da briosa por completo não deixando os estudantes replicarem.
No entanto na hora de concretizar, o Benfica mostrava-se algo perdulário.
Aos 22 minutos e após jogada rápida de Gaitan, Jonas cabeceou como mandam as regras no entanto viu a bola ser devolvida pela barra.

À passagem da meia hora o jogo conheceu uma toada mais calma, no entanto a equipa do Benfica mantinha o controlo total do jogo.

Quando já todos esperavam pelo apito do arbitro para o intervalo o Benfica chegou ao 0-2.
Livre batido na esquerda e Luisão, após uma saida sem qualquer nexo do guardião da casa, coloca a bola no fundo da baliza. No entanto este golo devia ter sido invalidado por fora de jogo. Um lance em que o Benfica foi beneficiado.



O Benfica foi para o intervalo com uma vantagem de 0-2 e com uma exibição bastante convincente.
No segundo tempo o Benfica entrou num ritmo mais baixo mas no entanto não permitia grandes veleidades aos estudantes.
É preciso avançar até ao minuto 77 para encontrar uma clara ocasião de golo.
Mais uma jogada de Gaitan que serve Derlei.
O brasileiro no coração da área rematou fraco e à figura do guarda redes da casa.

Aos 90 minutos nova perdida de Derley.
O brasileiro com a bola à entrada da área, não foi suficientemente rápido para rematar sem ser pressionado, permitindo assim a intervenção de Oualembo.

Antes do final do encontro, um lance de Marinho que não passou despercebido ao arbitro.
Já com cartão amarelo, o jogador português decide entrar assim ao tornozelo de Samaris...



Justa a expulsão e justa a vitória do Benfica que é a primeira equipa a vencer no campo da Briosa.




Resumo: