Translate

sábado, 22 de novembro de 2014

Benfica 4 - Moreirense 1 (16 avos de final da Taça de Portugal)

Recepção do campeão nacional e detentor do troféu á equipa de Moreira de Conegos.
Como já era de esperar, um jogo com muitas mexidas na equipa com Jesus a alinhar com:



O jogo não podia ter começado melhor para o Benfica.

Passe em profundidade de Luisão a lançar Salvio.
O argentino entra na área e  deixa em Jonas que fez o golo na passada, batendo assim Marafona.
Estava feito o primeiro da partida.
O velho flop que vinha para uma reforma dourada, voltou a fazer das suas e aos 7 minutos coloca pela segunda vez a bola dentro da baliza de Marafona... com muita classe!


Gaitán combina com Derley, o brasileiro devolve de calcanhar para o argentino servir Jonas. O avançado brasileiro já na área, tira um defesa da frente e completou o seu bis.
O Benfica chegava assim a uma vantagem confortável ainda antes dos 10 minutos.


O Benfica abrandou o seu ritmo e concedia mais posse de bola ao Moreirense convidando os fortasteiros a subir as suas linhas defensivas. No entanto a baliza do Benfica nunca perigou e foi mesmo o Benfica aos 22 minutos a marcar o terceiro golo do encontro.

Arrancada de Salvio que primeiro combinou com Derley para ganhar a linha e depois com Jonas que lhe devolveu a bola para o terceiro da noite.



Apenas quatro minutos depois o Moreirense consegue reduzir por intermédio de
Cardozo após bola parada.
O Benfica não se deixou intimidar e voltou a assumir o controlo total do encontro disponde de algumas oportunidades antes do intervalo, nomeadamente aos 35 após

Jogada de laboratório e aos 36 quando Salvio na zona centra (após combinação com Enzo) remata fora da área, com a bola a sair por cima.

O intervalo chegou com um 3-1 no marcador e com um dominio absoluto do Benfica.
Para o segundo tempo Jesus fez descansar Gaitan para o compromisso europeu e colocou Ola John.

O jogo começou com um pequeno susto uma vez que Arsénio esteve á beira do golo, valendo no entanto Julio César que fez uma grande defesa.
Na resposta, aos 49 minutos foi a vez de Salvio testar Marafona que disse presente enegou mais um golo ao Benfica.  

No entanto aos 57 Marafona foi incapaz de de impedir Salvio de ser feliz.                 
O argentino teve mais uma combinação perfeita com Derley e obteve o seu segundo golo da noite, elevando o resultado para 4-1, resultado com que terminou o encontro.
Vitória tranquila do Benfica que lhe dá passaporte para a proxima fase da Taça de Portugal na vespera de mais uma jornada europeia, numa dificil deslocação à Russia.










                      Resumo aqui: