Translate

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Benfica 1 Braga 2 (oitavos de final da Taça de Portugal)

Depois da selvajaria que tinha sido o encontro para o campeonato nacional, o Benfica recebia no seu estádio a segunda equipa que mais sofre com os seus complexos de inferioridade.
Em jogo a última vaga nos quartos de final da Taça de Portugal!

Para este jogo Jesus alinhou com:




Ainda as equipa procuravam encaixar uma na outra e já Jardel metia a mão na bola dentro da área. Um penalti por assinalar a favor do Braga.



No entanto, poucos segundos depois, Jonas vai isolar-se e é travado em falta por Prado... que escapou à expulsão



Como era de esperar era um jogo algo calculista com o Braga aguerrido e muito lutador.. demasiado até.
No entanto seria mesmo o Benfica a chegar ao golo.

Tiba foi desarmado por Gaitán quando tentava lançar o contra-ataque, o argentino deixa em Lima, este toca para Maxi com o uruguaio a cruzar para Jonas que de cabeça inaugurou o marcador.

Ainda antes do intervalo o Benfica podia ter ampliado a vantagem. Ola John entra na área pela direita e toca lateralmente, com Gaitán a abrir as pernas para deixar a bola chegar a Jonas. Este parece surpreendido e acaba por rematar fraco, para defesa fácil do russo.

As equipas foram para o balneário com um 1-0 no marcador mas a segunda parte iria ser totalmente diferente.

Logo no inicio do segundo tempo, aos 48 minutos o Braga chega ao empate.
Na sequência de um canto. André Almeida falha o corte ao primeiro poste, Éder consegue um ligeiro desvio para Aderlan que se encontrava solto ao segundo poste.
O central  à segunda não falhou e fez balançar as redes de Júlio César.

O Benfica até reagiu bem ao golo sofrido e aos 54 minutos dispôs de duas ocasiões:
André Almeida entra na área pela esquerda e mete na zona frontal, para um remate forte de Lima, que Kritciuk defende. A bola acaba por sobrar depois para um remate de Jonas, que desvia num defesa arsenalista e sai a centímetros do poste.

Apenas 3 minutos depois balde de agua fria.
Pardo (gosto deste jogador) fez miséria e colocava o Braga na posição de vencedor.
O colombiano pegou na bola a meio-campo, avançou de forma poderosa pela zona central tirando proveito de um buraco na zona rematou de pé esquerdo batendo Júlio César.

Aos 65 minutos nova oportunidade para o Benfica.
Jonas à entrada da área rematou forte na passada no entanto o guarda-redes voou e afastou a bola da sua baliza!

Aos 75 nova oportunidade para o Benfica.
No entanto o russo negou o golo com mais uma boa defesa a afastar a bola após uma cabeçada de Jonas.


Aos 79 minutos
Lima cai na área, mas Artur Soares Dias nada assinala.

O Benfica lutou até ao fim mas o Braga conseguiu evitar sempre o empate.
Acaba assim a caminhada do detentor do titulo nesta edição.

Resumo: