Translate

sábado, 6 de dezembro de 2014

Benfica 3 - Belenenses 0 (12ª Jornada da Liga Nos)

Aquele que foi já um dos clássicos mais apetecíveis do futebol começou mal.
Durante toda a semana houve especulação sobre a utilização ou não de Miguel Rosa ou Deyverson. Bem sei que o presidente do Belenenses ilibou o Benfica de qualquer acção neste caso. No entanto, não sejamos ingénuos!
O Belenenses não abdicou destes jogadores só porque sim! Principalmente quando o seu treinador passa a semana toda a lançar mais lenha para a fogueira.
Algo passou!
Não sabemos se está relacionado com os direitos de preferência, se foi algo que ficou acordado aquando da ida de Miguel Rosa...não sabemos!

Eu como adepto, simpatizante e sócio do Benfica gostava de saber qual a necessidade do meu clube cair no ridículo como os corruptos da cidade Porto. Kleber do Estoril não jogou contra os corruptos, Abdoulaye no Guimarães também não os defrontava (querem mais FlashBack??) e de repente o Benfica entra nesta moda também...

Para este clássico lisboeta Jesus alinhou com:



O Benfica entrou bem na partida e aos 11 minutos cria o primeiro lance de perigo.
Enzo entra na área pela direita e mete na marca de penálti, onde aparece Gaitan, mas o remate, saiu ligeiramente ao lado...

Aos 18 minutos foi a vez de Talisca que tentou o remate de longe mas Matt Jones defendeu.

Na resposta, o Belém respondeu por Tiago Caeiro que com um belo cabeceamento obrigou J.César a defesa apertada.

Aos 22 Luisão desvia de cabeça com a bola a passar ao lado e aos 24 minutos..




Um braço na bola...
Não é de todo uma posição corporal normal, fica a ideia de que não tem intenção mas a realidade é que corta um lance com o braço dentro da área. O arbitro nada assinalou.

Apesar do sinal mais por parte do Benfica o nulo mantinha-se e acompanhou as equipas até aos balneários.


O inicio da segunda parte trouxe um Benfica decidido a desbloquear o marcador.
Logo aos 59 Gaitan atira ao lado.
Aos 64 minutos chegou o tão ansiado golo.

Jardel ganhou de cabeça, a bola sobrou para Jonas que de cabeça colocou no limite da pequena área para Lima encostar. Um lance que parece claramente ser de laboratório.


O Benfica mantinha o ritmo e o Belenenses parecia ainda desorientado não conseguindo sair do colete de forças que o Benfica impunha.
Não foi por isso de estranhar que apenas 6 minutos depois surgisse outro golo.

Após jogada individual, Enzo é derrubado já dentro da area. Chamado à conversão, o argentino não falhou e fez o 2-0.



O jogo estava resolvido mas o Benfica acabaria mesmo por marcar um terceiro golo.
E que golo!
Jogada brilhante de Gaitan e Salvio de cabeça a marcar já dentro da área!

Com este golo o Benfica fechou o marcador com esclarecedores 3-0 numa vitoria moralizadora antes da visita ao estádio do ladrão.









Resumo: