Translate

sábado, 31 de janeiro de 2015

Benfica 3 - Boavista 0 (19ª Jornada da Liga Nos)

Depois de uma derrota inesperada, o Benfica voltava ao seu estádio para medir forças com um aflito Boavista.
Mesmo depois de uma derrota, os adeptos fizeram questão de dizer presentes e estiveram na Luz 40.000 almas para apoiar o seu clube do coração.
Para este encontro, Jesus alinhou com:
Júlio César; Maxi, Luisão, Jardel e Eliseu; Samaris, Pizzi, Salvio e Ola John; Jonas e Lima.

Aos 7 minutos o Benfica dá o primeiro sinal de perigo.
Lima aparece isolado, contorna Mika e assiste o holandês Ola J., que com a baliza aberta, remata por cima da barra...

O Benfica controlava as operações e os homens de Petit iam batendo em tudo o que mexia.

Ainda assim foi o Benfica a criar novamente perigo por intermédio de Salvio que isolado a passe de Lima  e só com Mika por diante rematou ao lado.

Aos 17 nova oportunidade por Pizzi mas Mika a fazer uma defesa segura.
Era um jogo de sentido único e o golo chegaria mesmo aos 23 minutos.
Passe magistral de Maxi Pereira para  Lima que isolado, desvia de primeira, com a cabeça, num chapéu com muita classe a Mika.



O Benfica não deixava o Boavista sair do colete de forças e adivinhava-se o segundo golo que chegou 10 minutos depois.

 Canto curto na direita, bola chega a uruguaio que, de pé esquerdo, remata forte. A bola ainda sofreu um desvio num defesa acabando por enganar Mika.




Até ao final da primeira parte o Benfica limitou-se a falhar golos e mais golos dai o resultado ao intervalo ser de "escassos" 2-0.
Por curiosidade também na posse de bola o Benfica ia ganhando com 74%.

No segundo tempo nada de novo, um Benfica mandão e logo aos 48 minutos..



Philipe Sampaio derruba Lima pelas costas, na área, falta para grande penalidade que o árbitro não assinalou...

Aos 49 minutos o primeiro lance de perigo por parte do Boavista.
Uchebo consegue aparecer isolado, mas no entanto foi-lhe assinalado fora-de-jogo.

O Benfica continuava com a sua avalanche de jogo ofensivo mas o golo acabaria por aparecer num penalti...inexistente.
Samaris foi derrubado por Afonso Figueiredo mas fora da área.



Chamado a bater, Jonas não falhou e fez novo golo para o Benfica.

Apenas três minutos depois a situação do Boavista podia ter piorado se o arbitro tivesse visto este lance...



O Benfica baixou claramente o ritmo depois deste terceiro golo mas ainda assim continuava dono e senhor do encontro continuado a desperdiçar ocasiões de golo clarissímas.

Aos 78 minutos um dos momentos mais bizarro de sempre.
Sem qualquer necessidade, Julio César sprinta para que a bola não saia do terreno de jogo e contrai uma lesão muscular que garantidamente o vai tirar do Derby.
Um lance que tem tanto de azar como de incompreensível.

Já perto do final do encontro outro lance que o arbitro deixa passar..



O resultado final foi de 3-0 mas podia ter sido o dobro ou o triplo!
Às vezes parece que temos medo de golear....
Segue-se o jogo de Alvalade.