Translate

sábado, 10 de janeiro de 2015

Benfica 3 - Vitória de Guimarães 0 (16ª jornada da Liga Nos)

Na recepção ao sempre difícil Guimarães, o Benfica era o primeiro dos grande a entrar em acção tendo assim uma pequena dose de pressão adicional.
Para este encontro Jesus alinhou com o seguinte onze:



No jogo em que se homenageava Eusébio, o Benfica teve uma entrada fortissima!
Logo no minuto 1, Gaitán lança Jonas nas costas da defesa vimaranense.
Já isolado na cara de Assis, Jonas falha o remate.
Estava lançado o aviso.

Aos 6 minutos novo lance de perigo.
Gaitán  já na área tenta o chapéu ao guardião mas este fez bem a mancha.
Na sequência do lance, André Gomes tenta o cruzamento para o poste mais distante mas a bola sai com muita força e Jonas não chega a tempo.

À terceira foi de vez!
À passagem do 13º minuto Gaitán cobra um livre na direita, tenso e para o primeiro poste, onde aparece Jonas, com grande oportunismo, a desviar de cabeça para o fundo das redes e a fazer o seu 4º golo na liga.
Nada mau, este velho flop...


O Benfica não tirou o pé do acelerador e aos 20 minutos novo lance de perigo para o Benfica.
Gaitán cobra um livre na direita, novamente tenso, ninguém consegue a emenda na área e a bola acaba por bater na trave.
O guardião Vimaranense estava batido.

Apenas 7 minutos depois, nova bola no ferro da baliza do Vitória!
Talisca rematou de primeira, de fora da área, com a bola a bater com um enorme estrondo no poste.

O Benfica dominava o jogo e foi preciso esperar pelo minuto 40 para ver Júlio César.
Bernard cobra um canto na esquerda e Tomané, ao primeiro poste, desvia de cabeça para uma enorme defesa do brasileiro. Numa primeira fase com as mãos e já no chão acaba por sacudir a bola da pequena área!
IMPERADOR!

A primeira parte chegava ao fim com uma vantagem do Benfica que apenas pecava por escassa.

No segundo tempo o Vitória foi a primeira equipa a criar perigo aos 51 mas seria o Benfica aos 54 minutos a elevar a contagem. Lima trabalha bem na direita, entra na área e assiste Ola John que depois de atrapalhar-se e falhar o primeiro remate consegue marcar à segunda.



O Benfica abrandou o ritmo de jogo e tentava dar aliciar o Guimarães a subir no terreno.
Foi isso mesmo que aconteceu o Vitória tentava o tudo por tudo para reduzir e entrar novamente na discussão do jogo mas o Benfica foi tapando todos os caminhos para a sua baliza que estava superiormente guardada por Júlio César que apenas se limitou a fazer um par de defesas atentas.

Quando todos já pensavam no final do jogo o Benfica chegou ao terceiro golo.
Ataque rápido com Lima a lançar Salvio na área que por sua vez dá em bandeja de ouro o golo a Gaitán que apenas teve de encostar.



Vitoria justíssima do Benfica que realizou porventura os melhores 60 minutos da temporada combinando a tal famosa nota artista com um fulgor físico impressionante.


Golos: