Translate

domingo, 4 de janeiro de 2015

Penafiel 0 - Benfica 3 (15ª Jornada da Liga Nos)



Deslocação ao lotado campo do Penafiel para disputar a 15ª jornada.
Com Samaris castigado, Jesus alinhou com:
Júlio César; Maxi, Lisandro, Jardel, André Almeida; Cristante; Ola John, Talisca, Gaitan; Jonas e Lima.
Sinceramente esperava mais dificuldades.

É nestes campos pequenos que se ganham e perdem campeonatos.
No entanto a equipa do Benfica entrou forte e com vontade de trabalhar e quando assim é a probabilidade de vitória é grande.
Com um Penafiel expectante, era a equipa do Benfica que naturalmente assumia as despesas do jogo.
No entanto aos 10 minutos e num lance aparentemente sem grande perigo o arbitro poderia ter assinalado penalti contra o Benfica.
Não houve qualquer intenção, no entanto o mesmo corta um lance...



O jogo prosseguiu com uma dinâmica forte do Benfica e não foi por isso de estranhar que aos 36 minutos o Benfica se adiantasse no marcador.
Bom passe de Gaitan,a desmarcar Lima que perante Coelho e vendo Talisca isolado, serviu o seu compatriota para o primeiro golo do encontro.


Até ao final da primeira parte o Benfica limitou-se a controlar o jogo não permitindo que o Penafiel criasse perigo
.

No segundo tempo o Penafiel entrou com outra atitude e chegou mesmo ao golo por intermédio de Rabiola, no entanto anulado por fora de jogo.



O Benfica equilibrou o jogo graças ao papel preponderante de Gaitan que estava presente em todas as manobras da equipa.
O jogo ficou de certa forma controlado e melhor ficou quando aos 65 Tony, jogador experiente, já com cartão amarelo, decide fazer isto:




Depois não falem de "colo" ou que o Benfica só ganha contra 10.
Isto é estupidez de um jogador super experiente, que já tem um cartão amarelo e decide puxar o adversário.
O jogo ficou mais fácil e o Benfica agora era dono e senhor do encontro.
Aos 76 minutos criou perigo. Cruzamento quase perfeito de Gaitán! Lima ligeiramente tarde.

Mas 2 minutos mais tarde a bola entrou mesmo.


Ola John combina com Maxi na direita e, já em esforço,cruza para a pequena área.
Jonas com o peito para o segundo do Benfica.
Um golo de belo efeito!

Apenas 10 minutos depois o Benfica marcava o terceiro golo do jogo.
Jardel, com uma cabeçada poderosa, colocava a bola dentro da baliza do Penafiel sentenciando assim o encontro. Tudo isto após um canto cobrado de forma eximia por Gaitan.


O jogo terminaria com uma vitoria justa e esclarecedora por 0-3 num jogo em que o Benfica não permitiu veleidades à equipa adversária.